9 de outubro de 2007

Novo Livro

Aclamado pela crítica e comparado a Graham Greene ou John Le Carré, correspondente da United Press International no Médio Oriente e produtor executivo do programa Cross Fire da CNN em Washington, Daniel Silva trocou o jornalismo político pelos romances de espionagem e revelou-se um herdeiro de primeira água dos grandes clássicos da intriga internacional.
Depois de ter lido o Príncipe de Fogo, que gostei bastante, este fim-de-semana resolvi pedir este livro emprestado. Já o comecei a ler e também estou a gostar bastante.
Aqui fica a sinopse
O Confessor, parte de uma “trilogia acidental sobre o tema inesgotável do Holocausto” (Daniel Silva), encena uma crise na Igreja Católica, questiona a conivência do Vaticano com as atrocidades cometidas pelo regime Nazi, e inicia-nos nos meandros da vida dupla de Gabriel Allon, talentoso restaurador de arte e ex-agente dos Serviços Secretos de Israel. A história cruza as vidas de três personagens emblemáticas: um Papa que pretende revolucionar a Igreja e abrir os arquivos do Vaticano; um assassino a soldo que é um mito na história do crime europeu; um anti-herói obcecado com a ideia de vingança e empenhado em restabelecer a verdade.

1 comentário:

Nikki disse...

Apesar de ser um tema um bocado evitado por mim, esse livro que descreves promete.

Eu estou a acabar de ler "A Sombra do Vento" e só tenho duas palavras a dizer:

Brutal, leiam!